Vírus

26 Set, 2012

Vírus é qualquer dos componentes de um grande grupo de partículas extremamente reduzidas capazes de provocar variadíssimas doenças. São por vezes denominados «vírus filtráveis», porque, ao contrário das bactérias, passam facilmente através dos vulgares filtros laboratoriais.

Os vírus situam-se numa linha divisória entre as partículas vivas e não vivas. Parece serem formados por moléculas complexas de proteínas e ácidos nucléicos que se assemelham aos genes. Não apresentam a atividade caraterística da vida, a não ser que sejam introduzidos numa célula viva. Não podem desenvolver-se laboratorialmente em meios de cultura, em contraste com o que acontece com as bactérias, mas apenas em células vivas.

Uma vez dentro de uma célula, um vírus pode controlar os processos que ocorrem dentro dela, incluindo a multiplicação ou reprodução. Ao transformar os processos químicos que se verificam na célula, o vírus leva-a a produzir as toxinas. Os vírus atuam também como antigénios, isto é, estimulam a célula a formar anticorpos. Esta é a única defesa do organismo contra as doenças provocadas por vírus.

Vírus específicos são responsáveis por inúmeras doenças, tais como o resfriado vulgar, a herpes, a zona, a gripe, a papeira, o sarampo, a varíola, a varicela, a raiva, a polimielite, a sida HIV e muitas outras. Está provado que certos vírus podem provocar tumor maligno em animais de laboratório, existindo também provas de que certos tipos de neoplasia, como a leucemia, podem ser causados por vírus.

Os antibióticos e a maior parte dos medicamentos não têm ação nas doenças provocadas por vírus. Em geral, o contrôle destas afeções depende do aparecimento de vacinas.