Vermes parasitas

22 Mai, 2012

Alguns destes parasitas são facilmente observáveis a olho nú, enquanto outros são tão pequenos que não podem ser identificados com exatidão sem o auxílio do microscópio. Os de menores dimensões têm o tamanho de uma cabeça de alfinete, enquanto a ténia, ou bicha solitária, pode atingir cerca de 8 metros de comprimento.

Muitos destes parasitas, incluindo a Fascíola (um dos dois tipos de vermes planos da família dos platelmintas), encontram-se com mais facilidade nos Trópicos do que em países de temperaturas moderadas. O outro tipo de verme plano, a Ténia encontra-se em quase todos os climas e penetra no nosso organismo, através da alimentação. A carne de vaca ou porco e até mesmo o peixe podem ter esse parasita em embrião. Exemplos de vermes redondos, muito frequentes em diversas regiões, são o oxíuro, lombriga e o ancilóstomo. Outro verme redondo, que se encontra no porco, provoca uma doença chamada triquinose, em que os parasitas, podem penetrar no organismo humano, pelo tubo digestivo e alojar-se nos músculos, onde formam pequenos quistos.