Válvula cardiaca

27 Set, 2012

Os compartimentos do coração possuem válvulas que se fecham após a passagem do sangue, a fim de evitar o seu refluxo. A válvula mitral separa a aurícula esquerda do ventrículo esquerdo; a válvula tricúspida regula a abertura existente entre a auricula direita e o ventrículo direito. As saídas dos ventrículos também possuem válvulas. Assim, a válvula aórtica separa o ventrículo esquerdo da aorta; a válvula pulmonar regula a passagem entre o ventrículo direito e a artéria pulmonar.

Quando a quantidade de sangue acumula nas aurículas é suficiente para provocar uma pressão superior à dos ventrículos, as válvulas que separam os compartimentos abrem-se a fim de permitir a passagem do sangue da aurícula para o ventrículo, fechando-se hermeticamente em seguida. As contrações do coração obrigam as válvulas de saída a abrir-se, implindo o sangue para fora dos ventrículos; imediatamente após a saída do sangue, as válvulas fecham-se.

A presença de uma lesão numa válvula pode permitir uma fuga de sangue ou qualquer outra forma impedir o perfeito funcionamento da válvula, dando origem a um sopro cardíaco. Em caso de lesões nas válvulas, pode ser indicado o recurso à ciruigia cardíaca.