Útero

11 Out, 2012

O útero é um órgão muscular oco, situado na cavidade pélvica da mulher, onde o feto se desenvolve e é protegido e alimentado até ao nascimento. Quando não transporta um feto, o útero apresenta o tamanho e o formato de uma pêra e pode pesar apenas cerca de cem gramas. A sua parte superior é mais larga e comunica de ambos os lados com uma trompa de falópio. Na extremidade inferior, o útero estreita-se, formando o cervix, ou colo, que conduz à vagina. As paredes do útero são formadas por tecido muscular elástico e resistente, revestido por uma membrana mucosa.

Desde a puberdade até à menopausa, surge uma menstruação aproximadamente em cada período de vinte e oito dias, excepto durante a gravidez. Todos os meses, o revestimento interior do útero prepara-se para receber o óvulo fecundado. Quando não se verifica a conceção, esse revestimento desprende-se e é eliminado no fluxo menstrual.

ALTERAÇÕES E DOENÇAS: Duas das alterações uterinas mais vulgares consistem na menstruação dolorosa e num fluxo excessivo.

Os fibromiomas são tumores benignos que se formam nas paredes musculares do útero. Geralmente, não causam grandes problemas, mas podem tornar-se demasiado volumosos e interferir na gravidez ou deslocar os órgãos vizinhos.

Por vezes, os ligamentos que mantêm o útero na sua posição, ficam distendidos na sequência de um parto ou de qualquer outro esforço. O útero pode deslocar-se de modo a prender para trás, ou para a frente, ou descair sobre a parte superior da vagina, originando uma situação designada por prolapso. A deslocação do útero pode ser corrigida pela inserção de um pessário (aparelho que serve para manter, no lugar certos órgãos) que sirva de suporte a esse órgão ou, em certos casos, por meio de uma intervenção cirúrgica.