Trompas de Falópio

13 Out, 2012

Designa-se trompa de Falópio cada um dos canais, com cerca de 12 centímetros de comprimento, que unem o útero aos ovários, órgãos situados em cada um dos lados do abdómen da mulher. Também conhecidos por «ovidutos», as trompas de Falópio desempenham um papel importante na conseção. Sensivelmente a meio de cada dois períodos menstruais, desprende-se do ovário um óvulo, que se desloca lentamente em direção ao útero por meio de contrações da parede muscular do oviduto. O óvulo só pode ser fecundado se encontrar um espermatozóide enquanto atravessa a trompa. Seguidamente, da-se a gravidez, quando o ovo fecundado alcança o útero e se implanta na parede. Por vezes, a implantação realiza-se dentro do oviduto, do que resulta uma gravidez etópica.