Transplante pode tratar desordens metabólicas no Ventre

25 Jul, 2010

Pesquisadores estão a testar uma nova abordagem em transplantes de sangue do cordão umbilical para tratar doenças genéticas metabólicas nos bebés, quando eles ainda estão no ventre.

O novo método, usa um número pequeno e selecto de células tronco terapêuticas que têm sido tratados para acelerar e melhorar a aceitação. A equipa tem estudado o novo procedimento em mulheres grávidas em risco de ter filhos com desordens metabólicas, incluindo a doença de Krabbe.
Em muitos casos, os transplantes de sangue do cordão umbilical, após o nascimento, têm sido eficazes no tratamento de desordens metabólicas hereditárias.
Isto significa que a realização do transplante antes que o bebé nasce é o ideal. Durante o procedimento, as células do doador são injectadas directamente no abdómen do feto em gestação de 12 a 14 semanas. Ao nascer, o bebé será analisado para ver se as células do doador estão presentes,que fixa os genes com defeito. Se não, o bebé seria elegível para um cabo convencional de transplante de células estaminais do sangue dentro de algumas semanas.