Tipos de dentes

2 Out, 2012

Os dentes possuem formatos diversos, adaptados às suas funções específicas de seccionar os alimentos e de os mastigar. Os oito incisivos, situados na parte da frente, quatro em cada arcada dentária, apresentam um rebordo estreito que serve para cortar os alimentos. Os quatro dentes caninos, situados a seguir aos incisivos e mais fortes que estes, estão adaptados à função de dilacerar os alimentos demasiado duros para serem cortados. Os oito pré-molares e os onze molares, localizados na parte posterior da boca, possuem superfícies destinadas a triturar os alimentos.

Formam-se dois conjuntos de dentes durante a vida. Os dentes da primeira dentição (também chmados «dentes de leite») começam a desenvolver-se muito antes do nascimento. O primeiro dente rompe as gengivas cerca dos seis meses de idade, e, na maioria das crianças, a primeira dentição completa-se aos trinta meses. Os dentes definitivos começam a aparecer por volta dos seis anos de idade. As raízes dos dentes de leite desaparecem gradualmente e esses dentes acabam por cair. Normalmente, o adulto possui trinta e dois dentes definitivos: oito incisivos, quatro caninos, oito pré-molares e doze molares. Os segundos e os terceiros molares, que se encontram no fundo da arcada dentária, são os últimos a aparecer. Os terceiros molares (os dentes do siso) podem surgir apenas aos vinte anos, ou mais tarde, e, por vezes, nunca irrompem. Quando um dente irrompe apenas parcialmente, diz-se que está incluso. Frequentemente, um dente nestas condições torna-se doloroso e tem de ser extraido por meio de uma intervenção cirurgica.