Senilidade

8 Mar, 2013

SenilidadeSenilidade é a deterioração física e mental que ocorre por vezes nas pessoas de idade avançada.

SENILIDADE FÍSICA: As transformações físicas manifestam-se em diferentes fases da vida, conforme cada caso individual, dependendo do estado geral de saúde e de fatores hereditários. Com o passar dos anos, surgem alterações nos olhos, que levam à necessidade do uso de lentes de correção ou à substituição das lentes já usadas por outras mais fortes; os ossos tornam-se cada vez mais frágeis e por conseguinte, mais sujeitos a fraturas; o cabelo embranquece; geralmente, verifica-se o endurecimento das artérias se as artérias que irrigam o cérebro são afetadas, podem surgir lesões mentais. A artrite atinge também frequentemente, as pessoas idosas.

SENILIDADE MENTAL: O termo «senilidade» é muitas vezes aplicado para significar o enfraquecimento mental e emocional que por vezes afeta as pessoas de idade avançada e se traduz por irritabilidade, ansiedade, perda de memória, depressão e perda de capacidade de manter hábitos adequados de alimentação e vestuário. Na sua forma mais extrema, a senilidade, por vezes designada «demência senil» ou «psicose senil», pode levar à necessidade de vigilância constante e de tratamento.

Em muitos casos de senilidade, não se manifestam sintomas de alterações cerebrais significativas. As pessoas idosas podem começar a sentir-se inúteis pelo facto de lhes serem negadas quaisquer funções válidas na sociedade. As frustações sucedem-se, levando à perda de interesse pela vida e ao regresso ao comportamento infantil. Pode-se evitar esta forma de senilidade ou, pelo menos, reduz os seus efeitos, confiando às pessoas idosas tarefas interessantes e compensadoreas, que lhes dêem a sensação de serem úteis.