Sangue

19 Out, 2012

O sangue é o fluido que circula nas veias, artérias e capilares; transporta os elementos nutritivos digeridos e o oxigénio para as células do organismo, donde retira o anidrido carbónico e outros produtos de desassimilação. Além disso, desempenha muitas outras funções vitais para a saúde.

O sangue parece ser aparentemente um simples fluido vermelho; porém, examinado ao microscópio, vemos que, na realidade, é uma substância muito complexa. Cerca de metade (55 por cento) não tem a cor vermelha e consiste num líquido claro, conhecido pelo nome de plasma, que é formado por 92 por cento de água. Os outros 8 por cento incluem muitas substâncias fundamentais, entre as quais uma proteína, o fibrinogénio, que condiciona a coagulação do sangue. A  gamaglobulina, outra proteína do plasma, está na base da formação dos anticorpos que propocionam defesa contra as infeções; é produzida pelos gânglios linfáticos. O plasma contém ainda hormonas, produzidas pelas glândulas endócrinas, vitaminas. enzimas, outras proteínas suplementares e sais. Os restantes 45 por cento do sangue são constituídos principalmente por corpúsculos vermelhos e brancos (glóbulos sanguíneos) e plaquetas, suspensas no plasma.

Destas minúculas partículas, as mais numerosas são os glóbulos vermelhos (eritrócitos), responsáveis pela cor do sangue. No organismo humano há, em média, cerca de 30 triliões de glóbulos vermelhos. Estes são constantemente destruídos e substituídos por outros, a um ritmo de 5 milhões por segundo, sendo produzidos pela medula óssea. Os glóbulos vermelhos contêm uma substância proteica, a hemoglobina. À medida que o sangue passa através dos capilares dos pulmões, os glóbulos vermelhos libertam anidrido carbónico e recebem oxigénio, que se combina rapidamente com a hemoglobina.

Há diferentes tipos de glóbulos brancos, ou leucócitos, uns produzidos pela medula óssea e outros pelos gânglios linfáticos. Os glóbulos brancos constituem a primeira linha de defesa de que o organismo dispoe contra a invasão de bactérias. Quando estas penetram no organismo, os glóbulos brancos são produzidos em grande quantidade, dirigindo-se ao local da infeção a fim de as englobarem.

As plaquetas (trombócitos) são corpúsculos incolores, produzidos pela medula óssea. A sua principal função consiste em facilitar a coagulação do sangue.