Pulmão

19 Out, 2012

Pulmão é um dos dois órgãos através dos quais o sangue recebe o oxigénio do ar e elimina a anidrido carbónico. Os pulmões são duas massas de tecido elástico e esponjoso que enchem completamente a cavidade torácica e estão localizadas uma de cada lado do coração. Cada um destes órgãos está dividido em lobos (o pulmão direito possui três lobos e o esquerdo, dois) e é revestido por uma membrana delgada, a pleura. A superficie desta membrana encontra-se intimamente encostada a uma outra membrana semelhante que forra a cavidade torácica. A primeira chama-se «pleura viscal» e a segunda, «pleura parietal». Estas duas membranas deslizam facilmente uma sobre a outra e mantêm-se normalmente unidas devido à pressão negativa que existe entre as duas pleuras.

O ar atinge cada lobo pulmonar através das ramificações dos brônquios. Dentro dos pulmões, essas ramificações, ou bronquíolos, dividem-se e subdividem-se em canais cada vez mais estreitos. Os bronquíolos mais delgados terminam por dilatações em forma de saco, chamadas «alvéolos». Os pulmões possuem milhões de alvéolos, que se enchem como balões quando a cavidade torácica se alarga devido ao movimento das costelas e do diafragma, e se esvaziam parcialmente quando o ar é explido. Os alvéolos estão rodeados por minúsculos vasos sanguíneos, os capilares alveolares. As trocas do oxigénio e do anidrido carbónico dão-se através das paredes muito delgadas destes capilares e dos alvéolos.

Os pulmões estão expostos à ação nociva do fumo, das pequenas poeiras e de uma grande variedade de substâncias tóxicas que são inaladas com o ar.