Poluição do ar

12 Set, 2012

Atualmente, a poluição do ar nas cidades representa um problema de saúde de crescente gravidade. Por toda a parte, nos centros urbanos, sucedem-se as combustões: óleos, gás e carvão são queimados nas fábricas e nas casas; gasolina e gasóleo são queimados pelos veiculos automóveis; o lixo das cidades é também queimado em incerenadores. Como consequência, grandes quantidades de cinzas, fuligens, gases e outras substãncias nocivas são libertadas para a atmosfera. Quando estas substãncias poluidoras se mantêm proximo da superfície da terra, por condições atmosféricas especiais, o problema do smog torna-se uma ameaça para a saude. Em Nova Iorque, Los Angeles, Londres e noutras grandes cidades, casos extremos de smog têm causado a morte a centenas de pessoas muito suscetíveis, num curto espaço de tempo.

A poluição do ar parece estar a contribuir significativamente para o aumento da incidência de determinado número de doenças. Uma delas é a ENFISEMA, grave afeção dos pulmões. Também a BRONQUITE crónica é particularmente agravada pela poluição do ar. As substâncias poluidoras estão ainda, e cada vez mais, relacionadas com a neoplasia do pulmão, mais vulgar em pessoas que vivam na cidade do que no campo. A poluição pode igualmente provocar alergias. Futuras investigações podem vir a revelar outros efeitos de uma prolongada exposição à poluição do ar sobre a saúde da população urbana.

Existe apenas uma solução para este problema: o contrôle dos resíduos lançados para a atmosfera. Em certas cidades, está condicionada a quantidade de substâncias que podem ser queimadas quando há smog. Tem-se feito tentativas no sentido de persuadir ou obrigar as indústrias a adotarem processos de combustão que não provoquem poluição. Também os novos automóveis estão a ser equipados com dispositivos destinados a resduzir a poluição. Trata-se de uma batalha complexa que deve ser travada em muitas frentes. O esforço no sentido de combater a poluição do ar merece o apoio de todos os cidadãos interessados na sua própria saúde e na dos seus semelhantes.

 

A