Osso

11 Fev, 2013

OssoO osso é uma estrutura rígida de tecido conjuntivo, contendo nervos e vasos sanguíneos e endurecida principalmente por depósitos de fosfato de cálcio. Toda a superfície do osso está revestida por uma bainha de tecido resistente chamada «periósteo». Os ossos dos bebés são maleáveis e contêm uma percentagem elevada de cartilagem, que é gradualmente substituída por tecido ósseo rígido. Nos adultos, todos os ossos possuem uma camada exterior, muito espessa, com um elevado teor de cálcio. Sob essa camada existe uma estrutura esponjosa, com cavidades e poros de dimensões variadas.

Os ossos produzem componentes vitais do sangue. São o local de armazenamento do cálcio, que posteriormente irá fazer parte do plasma sanguíneo. Os poros e as cavidades de cada uma extremidades ósseas (epífises), das articulações, do crânio, das costelas, das vértebras e dos numerosos pequenos ossos dos pés e das mãos contêm medula óssea vermelha. A medula óssea vermelha é formada em grande parte por corpúsculos sanguíneos, nas suas diferentes fases de desenvolvimento. Cerca de cinco milhões de glóbulos vermelhos maduros são libertados para a corrente sanguínea em cada segundo. As plaquetas sanguíneas, essenciais para a coagulação do sangue e os glóbulos brancos, ou leucócitos, que protegem o organismo contra a infeção, também são produzidos na medula óssea vermelha. A parte central dos ossos compridos (diáfises) dos braços e das pernas contém medula amarela, substância gordurosa cuja principal função é armazebar gordura.

Os ossos mantêm-se unidos e articulam-se por meio de ligamentos, formando, no seu conjunto, o esqueleto, que propociona proteção e apoio para os movimentos. Os ossos achatados (crânio e costelas) protegem os tecidos delicados do cérebro e dos pulmões. Os ossos compridos com o auxilio das articulações fixadas por ligamentos, permitem os movimentos do corpo. Na infância, o corpo (diáfise) dos ossos compridos está separado de cada uma das extremidades (epífises) por uma camada de cartilagem. O crescimento do osso faz-se a partir desta zona, até atingir o tamanho adulto, quando a diáfise e a epífise se fundem. Na velhice, os ossos tornam-se mais frágeis.