Objetos necessários para o bebé

31 Out, 2012

Durante a gravidez, a futura mãe deverá ter preparado o enxaval do bebé, a fim de que, ao regressar a casa, tudo esteja pronto para o receber.

O ENXOVAL

O bebé cresce rapidamente, pelo que não se deve adquirir grande quantidade de peças de roupa de tamanho pequeno. Além disso, o número de determinadas peças varia com a estação do ano em que ocorre o nascimento.

É importante não esquecer que o bebé tem dificuldade em se adaptar tanto ao frio como ao calor excessivos, pelo que se deve agasalhá-lo convenientemente durante o tempo frio e vestir-lhe roupa ligeira na estação quente.

Indica-se a seguir as peças fundamentais do enxoval do bebé:

Fraldas.

 Quatro bodys de mangas compridas.

Quatro bodys de mangas curtas.

Quatro pares de calças, duas com pé e duas sem pé.

Cinco ou seis pijamas de tecido elástico.

Dois a quatro casaquinhos de lâ.

Quatro pares de botas de lã ou linha, conforme a estação.

Quatro a seis babetes.

Um xaile e uma envolta.

Um casaco com capuz, mais ou menos quente conforme a época do ano.

A CAMA

O bebé deve ter o seu quarto, embora de noite possa ficar no quarto dos pais, durante os primeiros meses.

Um berço, um carrinho, uma alcofa ou até um cesto convenientemente adaptado podem servir para deitar o bebé. A alcofa ou cesto não deve ser colocado diretamente no chão, sobretudo se houver animais em casa, mas sobre uma mesa sólida ou um duporte apropriado.

Não é aconselhável um colchão mole; no caso de se utilizar uma alcofa, convém colocar por baixo do colchão uma placa de material resistente (madeira ou cartão prensado), para manter o corpo do bebé bem apoiado.

També não é recomendável colocar demasiados enfeites no berço ou na alcofa, a fim de evitar a acumulação de poeiras.

Relaciona-se a seguir as peças fundamentais da roupa de cama do bebé:

Três ou quatro jogos de cama, de pano macio.

Três ou quatro cobertores leves, com cerca de 90 x 90 cm.

Três ou quatro jogos de lensóis.

Dois resguardos de borracha ou plástico, para proteger o colchão.

Atualmente, algumas destas peças contêm fibras sintéticas que podem provocar reações alérgicas, especialmente se existir na família qualquer caso de alergia ou se o bebé tiver uma pele excessivamente fina e delicada.Quando assim acontecer, é conveniente substituí-las por outras peças de algodão ou lã.

Nos primeiros meses, o bebé não deve ter almofada, pois o seu uso pode originar defeitos na coluna vertebral.

A partir dos três meses, quando o bebé começa a voltar-se com facilidade e precisa de maior espaço, a alcofa ou o berço deve ser substituído por uma cama de grades com anteparos laterais. Estes servem para evitar que a cabeça e as pernas do bebé se introduzam através das grades.

Por volta dos dois anos de idade, a criança pode utilizar uma cama vulgar. Se esta for pintada em casa, é preciso que a tinta não contenha chumbo, a fim de evitar o perigo de intoxicação.

O MOBILIÁRIO

A quantidade dos móveis destinados ao serviço do bebé varia, naturalmente, consoante as disponibilidades de espaço e outros fatores de natureza pessoal. Por exemplo, haverá quem considere necessário uma mesa para vestir e mudar o bebé, uma cadeira especial para a mãe se sentar quando o amamenta ou uma parque para a criança brincar quando já se senta sozinha. Mas há quem apenas considere indespensável um armário ou cómoda com gavetas, ou uma parte de um móvel, para guardar as roupas do bebé.

OS UTENSÍLIOS DE BANHO

Embora a quantidade e a qualidade dos utensílios para o banho também possam variar, é aconselhável dispor, pelo menos, dos seguintes objetos:

Uma banheira de esmalte ou plastico.

Uma saboneteira (com sabonete próprio para bebé).

Uma esponja.

Um termómetro de banho.

Duas ou três toalhas turcas de banho.

Um pequeno colchão de espuma de nylon, forrado a tecido ou plástico, para nele colocar o bebé depois do banho.

Um cesto ou um tabuleiro para guardar os produtos de higiene do bebé.

Entre os diversos artigos de toilette são indespensáveis os seguintes: algodão, cotonettes, mercurocromo para tratamento do umbigo, água fervida para a limpeza dos olhos durante o primeiro m~es, escova de cabelo, tesoura de bicos rombos, óleo, creme e pó de talco.

OS UTENSÍLIOS PARA ALIMENTAÇÃO

Se o bebé for alimentado ao peito, são necessários apenas dois biberões, um para a água e outro para os sumos, os quais também podem servir no caso de ser preciso interromper a amamentação ou reforçá-la com um suplemento de leite em pó ou qualquer outro leite.

Se o bebé for alimentado a biberão, são indespensáceis os seguintes utensílios:

Biberões com as respetivas tetinas e tampa de proteção.

Uma panela (suficientemente alta para conter os biborões em pé) ou um esterilizador, para esterilizar os biborões.

Uma ou duas escovas próprias para lavar os biberões.

Um fervedor ou uma cafeteira de esmalte, para ferver a água ou o leite

Um espremedor de laranja.

Um funil e um passador.

Pinças para retirar os biborões e as tetinas esterilizados.

OUTROS ARTIGOS

Termómetro para medir a temperatura do bebé.

Termómetro para medir a temperatura ambiente, que pode oscilar entre 20º e 22º C durante o dia e descer até 16º C durante a noite.

Sabão de seda, para lavar a roupa do bebé.

Um mosquiteiro para cobrir o berço ou a alcofa.

Balaça para pesar o bebé

Carrinho de bebé.