O que é uma biopsia?

18 Set, 2012

A biopsia é a extração de uma pequena quantidade de tecido de um orgnismo vivo para um exame, geralmente microscópico, com o fim de diagonosticar uma doença. A biopsia é um dos processos mais seguros de que a ciência médica dispõe para determinar a existência de uma doença. Geralmente, só se extrai uma pequena porção de tecido, que é enviada a um laboratório onde é analisada por um especialista em patologia (anátomo-patologista).

As biopsias são importantes na deteção de um tumor, das doenças da pele, etc. Quando existe um pequeno aumento de volume na superficie do corpo, o cirurgião deve extrair toda a excrescência e enviá-la para o laboratório. Pode-se colher fragmentos de tecidos para as biopsias, dentro do organismo, com o auxílio de instrumentos especiais. Se houver suspeita de neoplasia do pulmão, por exemplo, usa-se o broncoscópio não apenas para observar a mucosa brônquica, mas também para colher um fragmento de tecido, com o auxílio de uma pinça especial para biopsia. A fim de diagnosticar certas doenças renais, ou uma doença hepática, como a cirrose, usa-se agulhas especiais de biopsia para colher os fragmentos de tecido.

Uma biopsia pode ser realizada antes de uma operação ou como parte dessa operação. Por exemplo, se houver suspeita de carcinoma do seio, um fragmento de tecido desta glândula é colhido, sob anestesia geral, sendo depois enviado para laboratório, onde é imediatamente preparado para o exame anátomo-patológico. Após a observação microscópica, o patologista envia o resultado para a sala de operações. Se não houver provas de existência de tumor conceroso, o cirurgião limita-se a coser (suturar) a incisão. Se, pelo contrário, o exame revelar sinais de malignidade, a operação prossegue imediatamente, pois apenas a extirpação de todas as células tumorais poderá deter o avanço da doença. Adota-se um processo idêntico quando há uma neoformação dentro do organismo.