Mordedura de cobra

26 Out, 2012

O veneno das cobras é produzido por uma glândula especial, localizada na boca. Existem dois tipos de veneno: o neurotóxico, que atua principalmente no sistema nervoso e provoca a morte por falência respiratória e o hemolítico, que atua destruindo as células sanguíneas. O primeiro encontra-se no grupo das cobras e o segundo, nas víboras. Em certas serpentes autralianas existem os dois tipos.

Frequentemente, as mordeduras de cobra venenosa provocam uma imediata tumefação e palidez da região atingida.

Nesta situação, estão indicadas as sguintes medidas de urgência:

1 – Se a mordedura for num braço ou numa perna, deve aplicar um torniquete, ou simplesmente atar uma tira de tecido à volta do membro atingido, acima do local da mordedura, a fim de impedir que o veneno chegue ao coração através das veias e seja distribuído por todo o organismo (não o atando tão fortemente como no caso de uma hemorragia arterial).

2 -Com uma faca esterilizada (por exemplo por meio de uma chama), fazer duas incisões com cerca de um centímetro de profundidade, em forma de cruz, sobre as marcas deixadas pela mordedura.

Chamar imediatamente o médico, ou levar a vítima, rapidamente ao posto médico mais próximo, para que esta possa ser tratada com soro antiofídico (informando o médico, se possível, sobre a espécie de cobra responsável pela mordedura).

3 – Entretanto , começar a extraír o veneno do local da mordedura, sugando o veneno com a boca e cuspi-lo imediatamente. A menos que tenha alguma ferida na boca.

4 – Reconfortar a vítima, dando-lhe a beber café ou qualquer outra bebida quente, mas nunca álcool.

5 – Mantê-la tranquila e impedi-la de fazer quaisquer movimentos, pois estes facilitam a passagem do veneno para a circulação sanguínea.

6 – Aplicar gelo ou compressas de água fria no local da mordedura, a fim de diminuir a dor e retardar a ação do veneno.