Intestino

27 Dez, 2012

O intestino é um tubo comprido e enrolado que faz parte do aparelho digestivo, estendendo-se do estômago até ao ânus. É formado por duas partes: o intestino delgado e o intestino grosso. O intestino delgado tem cerca de 7 metros de comprimento. A sua secção é maior na porção que se segue ao estômago, chamada duodeno, onde desembocam um canal vindo do pâncreas e o colédoco, ou canal biliar comum, que reúne os dois canais provenientes do fígado e da vesícula biliar. Os fermentos digestivos que provêm desses órgãos misturam-se com o quimo  (produto da digestão parcial dos alimentos no estômago). O processo da digestão continua à medida que os alimentos transformados vão percorrendo o intestino, implidos pelas contrações da parede intestinal.

A parede do intestino delgado está revestida interiormente por inúmeras saliências, chamadas vilosidades; estas obsorvem os elementos nutritivos, que passam depois para os capilares sanguíneos. O sangue enriquecido com esses elementos nutritivos é transportado das vilosidades para o figado. Quando o conteúdo intestinal chega ao intestino grosso, a maior parte dos elementos nutritivos já foi absorvida.

O intestino possui uma inervação muito rica, pelo que o medo, a irritação e outras alterações nervosas podem ocasionar náuseas, cólicas, diarreia e outros sintomas. Podem manifestar-se nos intestinos doenças como a úlcera e o tumor conceroso; certas doenças contagiosas, como a febre tifóide e diversas infeções virais, são também suscetíveis de atingir estes órgãos, que podem ainda ser afetados por intoxicação alimentar, alergia e outras enfermidades.