Febre tifóide

5 Out, 2012

Febre tifóide é uma infeção grave, causada por um tipo de bacilos, as salmonelas, que podem ser transmitidas através da água, do leite e de outros alimentos contaminados. A urina e as fezes de pessoas infetadas e os portadores são os transmissores desta doença.

Aos bacilos introduzem-se no organismo pelo tracto digestivo. O diagnóstico da doença pode ser confirmado por meio de reação de Widal, na qual o soro do sangue do doente é misturado com uma cultura de salmonelas.

SINTOMAS E TRATAMENTO: Inicialmente, a febre tifóide manifesta-se por dores de cabeça e febre. A temperatura continua a subir gradualmente, durante uma semana, ultrapassando, com frequência, os 40º C. Surgem pequenas pápula avermelhadas no tórax e no abdómen e ocorrem períodos de arrepios e suores. O cloranfenicol e a ampicilina, antibióticos eficazes no tratamento da febre tifóide, reduzem o período febril para cerca de seis dias.

PREVENÇÃO: As pessoas que manuseiam alimentos devem ser examinadas, a fim de se verificar se são portadoras de bacilos. Existem vacinas contra a febre tifóide, que dão proteção eficaz durante dois anos. Findo este prazo, uma simples injeção de «rappel» é suficiente para manter a imunidade pelo mesmo período de tempo.