Esclerose múltipla

20 Set, 2012

A esclerose múltipla é uma doença do sistema nervoso que geralmente se inicia no começo da idade adulta e se carateriza pelo aparecimento de placas cinzentas e duras, chamadas «esclerose», nas bainhas dos nervos, do cérebro e da medula espinal, impedindo o funcionamento normal dos nervos. A esclerose múltipla é crónica e tem um desenvolvimento lento, mas progressivo. Frequentemente, ocorrem períodos de remissão ou cura aparente, que por vezes se prolongam por muitos anos. Desconhece-se a causa desta doença.

SINTOMAS: Os sintomas da esclerose múltipla são muito variáveis, consistindo um dos mais evidentes na marcha rígida e errática, por vezes cambaleante. As mãos e os dedos apresentam um tremor ligeiro, mesmo quando realizam movimentos simples. A visão pode ser igualmente afetada: por vezes, o campo visual torna-se mais reduzido e os olhos apresentam movimentos involuntários (nistagmus); pode haver uma duplicação das imagens. A fala pode tornar-se lenta e mal articulada. Numa fase mais adiantada da doença, o contrôle da micção e da defecação pode ser afetado. Pode surgir uma paralisia parcial ou quase completa. Frequentemente, os sintomas manifestam-se de forma muito gradual.

TRATAMENTO: Não há, por enquanto, um tratamento específico para a esclerose múltipla. Contudo a terapêutica física é com frequência indicada para tratamento dos músculos enfraquecidos ou paralisados.