Dor de barriga

29 Jul, 2012

Dor de barriga é a expressão popular usada para significar qualquer dor do abdómen.

Uma dor no abdómen pode ser causada por alterações temporárias do trato digestivo, é frequentemente designada por «indisposição do estômago», embora seja o intestino o órgão afectado. As dores abdominais derivam por vezes de maus hábitos alimentares, como comer apressadamente, ingerir alimentos de difícil digestão (que provocam gases intestinais) ou muito condimentados, que irritam o tubo digestivo. O simples facto de comer ou beber em excesso é suscetível de provocar dores abdominais. Estas podem ainda resultar do hábito inconsciente de engolir ar ao ingerir os alimentos, que provoca a distensão do estômago e dos intestinos. A colite mucosa, que frequentemente é originada pela tensão nervosa, inclui-se entre as causas possíveis de dores abdominais. Contudo, a dor aguda no abdómen pode derivar de varriadíssimas causas, algumas de certa gravidade, como a apendicite, a litíase biliar (pedras na visicula), a litíase renal e a úlcera gástrica ou duodenal. Em certos casos, a dor abdominal tem origem em órgãos que não estão situados no abdómen, como sucede, por exemplo, em algumas doenças cardíacas.

Nos casos crónicos e de pouca gravidade, o tratamento deverá ser iniciado pela própria pessoa, que terá de adotar um regime de vida e hábitos alimentares saudáveis. Os efeitos de uma indisposição ocasional, causada por um excesso, podem desaparecer com remédios caseiros, como, por exemplo, a ingestão de uma colher (de chá) de bicarmonato de sódio dissolvida num copo de água. Deve-se evitar o recurso aos laxativos, que podem agravar a situação. Em caso de dores fortes e periódicas, deve-se consultar o médico.