Doenças psicossomáticas

10 Jan, 2013

Doenças psicossomáticasAs doenças psicossomáticas são resultantes da interação da mente e do corpo. Afetam, em regra, apenas as partes do corpo que estão sob o contrôle do sistema nervoso involuntário ou autónomo, tais como o trato digestivo, as gjândulas endócrinas, o coração, os pulmões, a bexiga e a pele.

As úlceras do estômago são exemplo de doenças psicossomáticas. A presença de alimentos no estômago determina a secreção dos sucos digestivos necessários à sua digestão. No entanto, determinadas reações emocionais podem também estimular a secreção desses sucos. Se não houver nenhum alimento no estômago, os sucos ácidos podem irritar a sua mucosa e por vezes originar, em consequência, uma úlcera ou ferida aberta. É importante lembrar que esta úlcera existe como uma doença orgânica do estômago. A menos que seja curada com medicamentos e dieta, podem causar hemorragias ou uma perfuração. Entretanto, se a tensão emocional não for tratada, o doente não estará a ajuda a úlcera a cicatrizar, pelo que terá de continuar com a dieta e com os medicamentos prescritos a fim  de diminuir o risco de contrair nova úlcera. Assim, as doenças psicossomáticas exigem um tratamento tanto fisiológico como psíquico.

Menos dramática, mas pelo menos tão importante como estas doenças, devido aos seus efeitos sobre o organismo, é a tensão do dia a dia. Quando temos de fazer um esforço físico ou emocional superior ao que nos é habitual, vivemos sob tensão. Viver sob tensão é ão grave que uma simples tendência para a doença pode tornar-se um autêntico problema de saúde ou original novas doenças. Uma instrução deficiente, a falta de tempo disponível, a ausência de vida privada, as exigências do trabalho, criam situações de tensão que ameaçam afetar o organismo.

Na nossa complexa sociedade, não é possível afastar todas as causas de tensão. Nem tal seria de desejar, dado que um certo grau de tensão é muiras vezes necessário para podermos atingir determinados objetivos ou para nos protegermos contra o perigo. O nosso organismo dispõe de muitos mecanismos de adaptação a situações difíceis, como o aumento da secreção das glândulas supra renais, a alteração do teor de açucar no sangue ou contrôle do trato digestivo. Mas, se uma parte do organismo estiver sobrecarregada pela tensão e não puder reagir normalmente, ou reagir demasiado, pode surgir, em consequência, uma doença psicossomática.