Doenças congénitas

18 Set, 2012

Chama-se «congénita» a qualquer doença, caraterística ou situação presente no momento do nascimento, ou no primeiro mês de vida, independentemente da causa que determina. Por exemplo, se um feto saudável for infetado, na altura do nascimento, por microorganismos causadores de doença venérea que possam existir nos órgãos sexuais da mãe, a infeção resultante é designada por «infeção congénita». Uma deficiência congénita pode também ser herdada; o mangolismo, por exemplo, resulta de uma anormalidade existente, antes da conceção, nas caraterísticas genéticas do óvulo e do esperma a partir dos quais foi gerada a criança.

Outros defeitos congénitos podem derivar da presença de substâncias anormais no sangue da mãe, durante as primeiras fases da gestação, quando o coração e outros órgãos estão a ser formados. Por exemplo, as mulheres grávidas que tomaram talidomida, como sedativo, deram à luz crianças deformadas. Se a mulher, enquanto grávida for atacada por rubéola, é provável que apareçam defeitos congénitos no filho.