Defeitos e alterações da fala

5 Out, 2012

A incapacidade de falar corretamente ou a forma percetível pode derivar de anomalidades físicas, problemas emocionais ou lesões do centro cerebral da fala ou dos nervos com ela relacionados.

A falta de dentes pode também dificultar a correta articulação das palavras. As malformações do nariz e da língua ou as alterações dos pulmões ou da laringe podem igualmente interferir com a emissão correta dos sons e da fala. Dois defeitos congénitos, o lábio leporino e a fenda platina, podem também causar dificuldades na fala.

A gaguez, outra perturbação da fala, parece estar associada a problemas familiares ou choques emocionais, embora, frequentemente, tenha origem numa predisposição familiar. Por vezes, a ansiedade dos pais em conseguirem que o filho fale com correção antes da idade própria pode provocar gaguez na criança. A terapêutica da fala, em sessões individuais ou de grupo, pode dar bons resultados no tratamento da gaguez.

Na fala ciciada, os sons silibantes (das letras s e z) são pronunciados com o som correspondente ao th em inglês, pelo facto de a língua se encostar à parte inferior dos dentes do maxilar superior devido a malformações da mandíbula ou dos dentes. Se não existirem perturbações, a criança poderá corrigir-se por si mesma ou aprender a emitir o som correto.

Uma criança que sofra de surdez congénita ou precoce necessita de treino especial da fala, uma vez que não pode ouvir a sua própria voz nem a das outras pessoas.

OUTRAS CAUSAS DAS ALTERAÇÕES DA FALA: Muitas outras alterações da fala são causadas por lesão do centro cerebral da fala ou dos nervos que enviam os impulsos aos músculos com ela relacionados. O centro cerebral da fala pode ser lesado por acidente vascular cerebral, tumor no cérebro, sífilis ou esclerose múltipla, provocando na pessoa atingida uma maneira de falar pouco clara, monótona ou excessivamente articulada.