Como se desenvolve a cárie dentária

3 Jul, 2012

As cáries são produzidas por colónias de bactérias das mais variadas espécies, existente na boca. Quando comemos, pequenas partículas de alimentos acumulam-se entre os dentes e nos relevos da coroa dentária. As bactérias dão origem a enzimas, que atuam sobre os amidos e os açucares dos resíduos alimentares, produzindo uma substância chamada ácido láctico. Este ácido surge na boca quinze minutos depois da ingestão dos alimentos. Começa por dissolver o esmalte (a camada protetora dos dentes), continuando depois a atuar sobre a camada seguinte, ou seja, a dentina. Deste modo, desenvolve-se uma cavidade, surgindo consequentemente uma dor de dentes se, entretanto, o processo não for interrompido. O dentista deve remover, com o auxilio da broca, a parte danificada do dente, preenchendo a cavidade por meio de uma obturação.

A hereditariedade parece desempenhar um papel importante no desenvolvimento das cáries dentárias. Contudo, há um certo número de medidas a tomar para manter os dentes nas melhores condições possíveis.