Como medir a temperatura numa criança

29 Jan, 2013

Como medir a temperatura numa criançaNas crianças até aos quatro ou seis anos de idade, é mais seguro tirar a temperatura rectal. Esta é ligeiramente superior à oral e á axilar. Por isso, quando se comunica ao médico a temperatura de uma criança, deve-se esclarecer se ela foi obtida na boca, no reto ou na axila.

Antes de se utilizar o termómetro, deve-se segurá-lo com firmeza pela extremidade oposta à ampola e sacudi-lo com movimentos bruscos do pulso até que o mercúrio desça abaixo de 36° C. É aconselhável sacudir o termómetro sobre a cama ou uma almofada, para evitar que se quebre, caso escape dos dedos. (No caso de termómetro rectal, é conveniente untar com vaselina ou creme a respetiva ampola, a fim de facilitar a sua introdução no recto.)

Para medir a temperatura rectal do bebé, está indicada a seguinte técnica: 1) Colocar o bebé de bruços; 2) Introduzir o termómetro (previamente untado com vaselina ou creme) no recto, com a maior suavidade; 3) Segurar o termómetro entre dois dedos, com a palma da mão (aberta) pousada sobre as nádegas do bebé; 4) Conservar o termómetro durante dois minutos (ou, se o bebé estiver muito inquieto, durante cerca de um minuto).

TEMPERATURA AXIAL

O método rectal pode causar alguns incómodos ao bebé. Por isso, quando uma criança estiver bastante doente, é preferível medir-lhe a temperatura na axila. Para tanto, pode-se usar o termómetro rectal (de vidro mais espesso), colocando a extremidade prateada na cavidade da axila e mantendo o braço da criança bem junto ao peito, durante cinco minutos.

TEMPERATURA ORAL

Quando a criança for capaz de conservar um termómetro na boca, pode-se medir-lhe a temperatura oral, a menos que o médico recomende especificamente a temperatura rectal ou axilar. É importante ter o cuidado de nunca medir a temperatura oral logo após a criança ter ingerido qualquer alimento quente ou frio. Deve-se manter o termómetro na boca durante cinco minutos, ou, no caso de usar um termómetro de leitur rápida, durante apenas um minuto. Porém, nesta última hipótese, é sempre conveniente voltar a colocar o termómetro na boca durante mais um minuto, a fim de se confirmar a primeira leitura.