Como deixar de fumar

26 Jul, 2011

Se é daqueles peritos em experimentar, este ou aquele método porque é novo, porque é eficaz, porque o amigo também conseguiu, lembre-se que o primeiro passo depende acima de tudo, da sua vontade. Não adianta reduzir gradualmente, a ansiedade será maior e tudo voltará ao mesmo.

Escolha o momento certo para tomar a decisão. Se está psicologicamente debilitado, não inicie este processo. Espere até que se sinta em forma.

Estipule então defenitivamente o dia e deite fora todos os cigarros que ainda permanecem em casa. Lembre-se que a sua mente comanda a vida e substitua a vontade de fumar por fazer aquilo que mais gosta e tem adiado.

Conviva, passeie ao ar livre, frequente espaços onde o tabaco é proibido e diga a si mesmo, eu quero, eu sou capaz eu não voltarei nunca mais a fumar.

O que custa são mesmo os primeiros dias e lembre-se que,  como em tudo na vida consegue o que quer com força, vontade e determinação. Acredite em si e sobretudo não desista, nunca! O vício não pode ter mais força do que o ser humano.