Como alimentar o bebé pelo biberão

25 Jan, 2013

Como alimentar o bebé pelo biberãoAo dar-se o biberão ao bebé, a temperatura do leite deve ser agradavelmente tépida. Uma forma tradicional de a verificar consiste em deixar cair algumas gotas sobre as costas da mão. No entanto, existem pequenos aparelhos elétricos, munidos de termóstato, especialmente destinados a aquecer o leite e mantê-lo à temperatura mais conveniente.

Deve-se sugurar o biberão de modo a manter o gargalo sempre cheio de leite, a fim de evitar que o bebé engula ar. Se o bebé demorar mais de 20 minutos a esvaziar o biberão, convém verificar se os orifícios da tetina estão demasiado pequenos e se necessário, alargá-los (com uma agulha aquecida). Por outro lado, se o bebé tomar o leite muito depressa, em virtude de os orifícios estarem demasiado largos, é indispensável mudar a tetina. Para verificar o estado das tetinas, inverte-se o biberão: se o leite não sair, é preciso alargar os orifícios; se sair a fio, os orifícios estão excessivamente largos, pelo que a tetina deve ser substituida. Assim, a tetina só estará em boas condições quando o leite sair espontabeamente, em gota rápida.

Convém acentuar que o processo de alimentação por biberão deve assemelhar-se o mais possível à amamentação, inclusivamente no que respeita à forma de segurar o bébe, a tecnica de o fazer explir o ar e ao horário das mamadas.

O bebé, quer alimentado ao peito , quer a biberão, não necessita apenas de leite.

Ele também precisa de água, em quantidades que variam conforme as necessidades do seu organismo. Portanto, deve-se dar-lhe água fervida, em biberão esterilizado, embora sem o forçar, no caso de ele se recusar a ingeri-la. A água não deve ser dada antes das refeições, pois pode diminuir-lhe o apetite.

O bebé precisa igualmente de vitaminas. As vitaminas A e D  estão já contidas no leite materno. As vitaminas A, C e D, bem como outras vitaminas e sais minerais, entram na composição de alguns leites artificiais. O sumo de laranja é rico em vitamina C. O pediatra pode inda receitar um suplemento vitamínico, sob a forma de gotas e aconselhar, em alguns casos, a adição de flúor à água de beber, a fim de fortalecer os futuros dentes da criança.

O médico também indicará os alimentos que devem ser acrescentados à dieta do bebé. Não há motivo para preocupações se ele começar por rejeitá-los. É aconselhável introduzir os novos alimentos gradualmente e um de cada vez; dessa forma, se provocarem reações alérgicas ou intolerâncias, é possível determinar qual o alimento responsável.