Cigarro prejudica bebés na gravidez

4 Set, 2011

O cigarro é altamente prejudicial para a gestante e para o seu feto. Maiores riscos de aborto espontâneo, parto prematuro, diminuição de peso fetal, complicações da placenta e até morte do bebé são as grandes consequências de uma grávida que não consegue isentar-se do tabaco durante esta linda fase da sua vida.

Estes efeitos nocivos são desencadeados pelo efeito do monóxido de carbono e da nicotina e que actuam directamente sobre a placenta e feto.

Entretanto sabe-se também que quem contacta diariamente com fumadores e passa a fumadora passiva corre igualmente riscos na gravidez, pois absorve todas as substâncias tóxicas que são transportadas pelo sangue para a criança.