Cesariana

6 Jul, 2012

Cesariana é uma incisão na parede abdominal e no útero para que , em determinadas situações, a criança possa nascer. Recorre-se a esta operação quando o parto em condições normais se apresenta difícil.

O obstetra pode recomendar a realização de uma cesariana nos casos em que a parturiente tiver a pelve muito estreita ou se estiver doente, se houver alguma anormalidade na placenta ou se existir uma situação de emergência.

Em grande percentagem, as cesarianas são efetuadas em mulheres que já foram submetidas anteriormente a esta operação, a fim de evitar o risco de uma ruptura do tecido de cicatrização durante o trabalho de parto. No entanto, em determinados casos,uma mulher já submetida a uma cesariana, não fica impedida de vir a ter outro filho através de um parto normal. Conhece-se casos de mulheres submetidas a três ou quatro cesarianas, havendo mesmo registo de mulheres que tiveram um maior número de partos por meio deste processo.

Na operação de cesariana, o cirurgião procede a uma incisão no abdómem, seguida de uma incisão na parede do útero, a fim de extrair a placenta e a criança. O útero e o abdómem são suturados. A mulher sente umas certas dores durante alguns dias, como é habitual na sequência de uma operação, podendo sair do hospital, poucos dias mais tarde do que sucederia se tivesse um parto normal.