Broca dentária

14 Out, 2012

Atualmente, um dos progressos notáveis em odontologia diz respeito à velocidade que as brocas dentárias conseguem atingir.

As brocas usadas até há uns anos atras vibravam demasiado, eram ruidosas e aqueciam depressa a cavidade dentária, obrigando o odontologista a interromper frequentemente o seu trabalho. Além disso, as brocas antigas eram vagarosas, raras vezes atingindo as 5000 rotações por minuto. Em contrapartida, as brocas mais modernas trabalham a velocidades impressionantes, ultrapassando as 200 000 rotações por minuto, do que resulta uma brocagem completa e muito mais rápida. Hoje em dia, são utilizadas brocas a ar com um sistema de arrefecimento por água, para evitar o aquecimento do dente, o que provocaria dor.

Atualmente já existem brocas que funcionam por vibrações a partir de ondas de ultra sons.