Apresentação pélvica

11 Out, 2012

Apresentação pélvica é um parto no qual aparecem primeiramente as nádegas do bebé (ou, por vezes, os pés ou joelhos). Acontece uma vez em cada vinte e cinco aproximadamente. Num parto normal, a cabeça, a parte mais volumosa do corpo, é a primeira a vir para o exterior. Quando a cabeça surge em último lugar, a criança corre maior risco de ficar privada de oxigénio durante os momentos críticos em que se deve iniciar a sua respiração. Além disso, este tipo de parto é mais demorado que o nascimento normal. Por vezes, o médico necessita de empregar instrumentos (como o FORCEPS) para ajudar as crianças que nascem desta maneira. Durante a última ou penúltima semana antes da data prevista para o nascimento, o médico pode determinar a posição do bebé no útero por meio de palpação, ou exames médicos.

Muitos partos de apresentação pelvica processam-se sem complicações. Contudo, sempre que a criança não puder nascer normalmente, o médico poderá ter de recorrer a uma cesariana, ou seja, uma operação em que o bebé nasce através de uma incisão feita no abdómen da mãe. Se a criança estiver atravessada, numa posição em que nem a cabeça nem as nádegas estejam apontadas para a vagina, o  médico pode tentar voltá-la e colocá-la numa posição mais favorável.