Alimentos ricos em vitamina B (complexo B)

25 Out, 2012

As vitaminas B (complexo B) contêm um certo número de vitaminas, normalmente designadas pelos seus nomes químicos. Entre elas, avultam a tiamina, a riboflavina, a niacina, o ácido pantoténico, o ácido fólico e a vitamina B12, que são descritos seguidamente.

A TIAMINA OU VITAMINA B1 , encontra-se em muitos alimentos, especialmente na levedura de cerveja, no gérmen de trigo, na carne de porco, carne de vaca,fígado, ervilhas, oleaginosas e espinafres.

Sintomas e carência da vitamina B1: O beribéri é uma doença que afeta os bébes amamentados por mães com carência da vitamina B1 e  alguns dos sintomas observados no alcoolismo crónico derivam de uma carência da tiamina. Os sintomas podem também incluír fadiga, falta de apetite e fraqueza.

A RIBOFLAVINA OU VITAMINA B2, existe principalmente no leite, na clara do ovo, no fígado, carne, requeijão e  peixe. Ajuda a proteger o sistema nervoso, conserva as membranas mucosas.

Sintomas da carência da vitamina B2: A falta desta vitamina pode dar origem a dermatites, inflamações da língua e ao aparecimento de gretas nas comissuras dos lábios (cantos dos lábios), pele escamosa e seca, inflamação da mucosa do boca e da língua, úlceras orais e inflamações na garganta.

A NIACINA OU ÁCIDO NICOTÍNICO, existe em abundância na levedura de cerveja, no gérmen de trigo, nos amendoins e nas víceras de animais (fígado, rins, coração e miolos). O leite contém grandes quantidades de uma substância que o organismo prontamente transforma em niacina.

Sintomas da carência da niacina: A carência de niacina é rara em Portugal, a pelagra resulta de uma grave carência desta vitamina, que também é conhecida pela designação de «vitamina PP». Os sintomas da falta desta vitamina podem incluir, fadiga, cólicas e dores de estômago.

O ÁCIDO PANTOTÉNICO OU VITAMINA B5,  existe  em grandes quantidades no fígado, nos rins, na gema de ovo, nos vegetais de folha verde, na batata doce, nos cogumelos, cavala, salmão, truta, favas, lentilhas.

Sintomas da carência  do ácido pantoténico ou vitamina B5: Não se conhece alterações resultantes da carência desta vitamina.

O ÁCIDO FÓLICO, VITAMINA B 9, OU M, existe em grande quantidade no fígado, na levedura de cerveja, nas nozes, nas castanhas, nos cogumelos, nos vegetais de folha verde e nos cereais.  A futura mãe que se alimente de alimentos ricos em ácido fólico, diminui a incidência de partos prematuros, de enjoos , naúseas e ajuda a melhorar o leite materno.

Esta vitamina é essencial num certo número de reações químicas que ocorrem no núcleo de todas as células do organismo. O álcool e várias outras substâncias, entre as quais estão incluídos alguns antibióticos, interferem com a utilização do ácido fólico.

O alcolismo crónico, o espru e alguns tipos de anemia estão associados às carências de ácido fólico.

A VITAMINA B12 é abundante no fígado, coração, rins, ovos, laticínios, batata, leite, peixe e carne de vaca. Desempenha um papel importante na formação dos glóbulos vermelhos, ou eritrócitos. Nas pessoas saudáveis, a maior parte da quantidade necessária de vitamina B12 é produzida no intestino. Na anemia perneciosa, verifica-se a incapacidade de produzir a vitamina B12, pelo que o tratamento da doença inclui a administração de concentrados desta vitamina.

Sintomas da carência da vitamina B12: A carência da vitamina B12 pode causar, perda de memória, fadiga, cansaço, danos nos nervos, inflamação da língua e da boca.