Agranulocitose

4 Jul, 2012

A agranulocitose é uma afecção aguda que se carateriza por uma extrema diminuição, na corrente sanguínea, de determinados glóbulos brancos, designados por «granulócitos». Na maior parte dos casos, é originada por um medicamento ou por uma substância química. Certos anti-histamínicos, antibióticos e sulfamidas, podem provocar a agranulocitose em indivíduos sensíveis a esses medicamentos. A exposição à radioatividade também pode produzir o mesmo efeito.

Os granulócitos desempenham um papel importante no combate à infecção. A sua ausência pode fazer que se infectem as membranas mucosas e outras zonas succeptíveis. A garganta inflamada, as úlceras na boca, o pulso acelerado e a febre alta são sintomas desta afecção. O seu tratamento consiste em suspender a administração do componente tóxico e recorrer a antibióticos em relação aos quais o doente não seja alérgico. Nos casos mais graves, pode-se também proceder à transplantação de medula óssea sã.