A afetividade nos bebés

4 Fev, 2013

A afetividade nos bebésDurante os três primeiros anos de vida dão-se os passos fundamentais para um desenvolvimento afetivo normal. Os erros dos adultos na sua relação afetiva com a criança vão traduzir-se mais tarde em atitudes anormais por parte da criança crescida. As relações interpessoais, principalmente com a mãe e com o pai, são o ponto fundamental para o desenvolvimento da personalidade. Se a criança é apenas tolerada (e com maior razão, se é rejeitada) ficará, muito provavelmente, paralisada no seu desenvolvimento psicafetivo, com reflexos graves no comportamento e no desenvolvimento físico. Se, pelo contrário, a atenção que se dedica à criança é excessiva, ela transforma-se em objeto, sente-se também paralisada e reage com verdadeira agressividade. É o que se passa com as crianças mimadas.

Dar à criança toda a possibilidade de desenvolvimento, ajudando-a, com paciência e firmeza, a construir a sua personalidade, tambèm nas situações dolorosas (quando se magoa ou é castigada), sempre num ambiente de amor autêntico, eis o segredo de uma boa educação da afetividade.